214,8 mil milhões = 131,3% do PIB


A dívida pública portuguesa subiu para 214,8 mil milhões de euros no segundo trimestre, o que equivale a 131,3% do PIB, de acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pelo Eurostat.  


Contra o registado no primeiro trimestre, a dívida pública aumentou mais de 6 mil milhões de euros (era de 208,6 mil milhões de euros no primeiro trimestre), ou 3,8 pontos percentuais (era de 127,5% no primeiro trimestre). Trata-se do quarto mais aumento entre todos os países da União Europeia, com subidas superiores em Chipre, Grécia e Eslovénia.

 

Quando comparado com o segundo trimestre de 2012, o aumento da dívida pública foi de 16 mil milhões de euros (era de 198,8 mil milhões de euros no primeiro trimestre), ou 13,1 pontos percentuais. 


Nesta comparação, o aumento da dívida pública em Portugal foi o sexto maior na União Europeia. Grécia, Irlanda, Chipre, Espanha e Eslovénia registaram subidas superiores. Entre todos os países do euro que foram já alvo de resgate, Portugal foi o país onde a dívida pública menos aumentou na comparação entre o segundo trimestre deste ano e o mesmo período de 2012.

 

Portugal permanece contudo como o terceiro país da região com a dívida pública mais elevada, sendo apenas superado pela Grécia (169,1% do PIB) e Itália (133,3% do PIB). A Irlanda também apresenta um rácio acima de 100% do PIB, mas permanece abaixo de Portugal (125,7%).

 

Em termos de dívida pública líquida, Portugal apresentava um valor que corresponde a 125,5% do PIB, sendo que Portugal é um dos países da União Europeia que apresenta um dos valores mais elevados em moeda e depósitos (5,8% do PIB).

 

Entre os países que mais reduziram o seu endividamento destaca-se a Alemanha. Com uma dívida pública de 79,8% do PIB, a maior economia do Euro reduziu o seu endividamento face ao PIB em 2,1 pontos percentuais contra o segundo trimestre de 2012. Entre todos os países da UE, só a Letónia conseguiu uma maior redução. 

Sem comentários:

Enviar um comentário