OE: chumbo na dúvida

enquanto Teixeira dos Santos se mostra cético quanto à inconstitucionalidade do corte de salários (que ele próprio começou a aplicar em 2011), o Negócios reitera que o chumbo está previsto para inícios de junho.

Sem comentários:

Enviar um comentário