o momento ibérico



"Novas e melhores infraestruturas portuárias e ligações energéticas e comerciais entre Portugal, Espanha e França, podem fazer da península o ponto nevrálgico do debate energético transatlântico, capaz de reduzir a dependência europeia do gás russo e centrar Portugal no mapa Atlântico. Esse duplo acréscimo de relevância (na Europa e para os EUA) fortalece-nos em África e na América Latina, dando uma latitude mais consistente à nossa política externa." 

Bernardo Pires de Lima, DN

Sem comentários:

Enviar um comentário