round 2 (sobre coisa nenhuma) e perguntas para o round 3



Costa falou duas vezes na necessidade de um “programa de fisioterapia” para Portugal, algo que só deve significar alguma coisa junto às sedes do Holmes Place. Seguro, após declarar que “vivemos um momento muito histórico” (sic), anunciou um plano de reindustrialização (uma ideia “completamente nova”, disse ele, sem se rir) e prometeu ao país uma nova paixão: a era do digital. tudo isto significa coisa nenhuma.

é por isso que, de todos os comentadores, escolho....Francisco Assis que, analisando toda a campanha, diz que tem ouvido "coisas do arco da velha" e remata assim: " Mau seria que os portugueses ficassem com a imagem de um PS reduzido a uma confrontação entre a pureza ética e a superioridade carismática. Se assim fosse seria lícito congeminar a existência de um grande vazio doutrinário".

NB- para o próximo round, dia 28, alguém já deixou cinco perguntas a cada candidato para ver se ainda chegamos a uma ideia mais clara sobre cada projeto. está ali tudo.

Sem comentários:

Enviar um comentário