a mais longa privatização da História (numa empresa sem adultos)


já não se deve lembrar mas o primeiro anúncio de uma privatização da TAP data de 1991, há 23 anos, ainda era Cavaco Silva primeiro-ministro. depois a TAP foi quase engolida pela Swissair, incluída no memorando de entendimento com a troika, tentada vender em 2012 e , agora, mais uma vez mas sempre acompanhada por uma greve inapelável.

Vital Moreira, no Diário Económico já resumiu tudo: “Sob o ponto de vista do controlo empresarial, a TAP constitui desde há muito uma espécie de condomínio entre o Estado e os sindicatos da empresa, que exercem um eficaz poder de veto na gestão da empresa.”

não diria que os 12 sindicatos da TAP estão a fazer um suicídio laboral, mas num mundo de adultos o efeito das greves avalia-se e o facto de estar sempre em greve nunca poderá ser visto como um bom o melhor indicador para o serviço público que supostamente presta bem e farta-se de invocar.

Sem comentários:

Enviar um comentário