euro atinge mínimos de 2010


cerca de 1,205 dólares por euro apontando-se o fraco desempenho da atividade na indústria europeia como o fatores mais decisivo. volta, portanto, a acenar-se com o fantasma da deflação para dar luz verde a uma política intervencionista por parte do BCE (mas sabendo, ao mesmo tempo, que a Reserva Federal pondera o momento para o primeiro aumento das taxas de juro, uma política mais expansionista do BCE removeria suporte ao euro, fortalecendo ainda mais... o dólar). mas nem tudo é mau.

Sem comentários:

Enviar um comentário