advogado tem o mesmo sucesso que o anónimo do "hapeas-corpus-na-margem-da-folha-de-jornal"


José Sócrates não terá escondido apenas computadores que podiam constituir prova contra ele. Já preso, terá ocultado documentos que mostravam como pagou várias despesas de viagens e de estadias de hotéis, assim como várias obras de arte que terão sido adquiridas pelo amigo e empresário, Santos Silva, e colocadas em casa do ex-primeiro-ministro.

estes foram os novos indícios de perigo de perturbação de prova que o Ministério Público apresentou à defesa de José Sócrates. E que levaram o juiz de instrução Carlos Alexandre a notificar a defesa para se pronunciar, num prazo de dez dias. o resto está aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário