confissão antes de ser arguido


a confissão do arguido da prática do furto num momento em que não tinha ainda essa qualidade de sujeito processual tem-se como uma conversa informal mantida com os órgãos da polícia, que não pode ser valorada como meio de prova
TRC, Ac. de 4 de Fevereiro de 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário