a propostas mais alta pelo Novo Banco...


... vem do grupo chinês Anbang, que oferece quatro mil milhões de euros - mesmo assim um pouco abaixo dos 4.900 mil milhões injetados aquando da resolução. Ontem, pela ministra das Finanças, soubemos também que quem comprar o banco tem direito a um crédito fiscal futuro avaliado em 2.865 milhões de euros - mas arrisca-se a ver o Estado português entrar no capital da instituição.

Sem comentários:

Enviar um comentário