A austeridade que não levou ao desemprego

No Reino Unido, na última legislatura, criaram-se dois milhões de postos de trabalho. Paulo Barradas, no Expresso, em O milagre da criação de emprego explica como isso foi possível. “A austeridade no Reino Unido, com fortes cortes na despesa pública através da diminuição das prestações sociais, não levou ao desemprego em massa nem enfraqueceu a economia como era temido.”

Sem comentários:

Enviar um comentário