Empresto a toga. Pagamento a combinar.

Contabilistas vão fazer de advogados em ações contra o Fisco, conta o DN.

Sem comentários:

Enviar um comentário