Comunhão de bens já não é o que era

Uma decisão surpreendente: O Supremo Tribunal de Justiça diz que o casamento em comunhão de bens de nada serve se um dos casados tiver comprado sozinho o carro ou a casa. Aí, os bens são dele ou dela, ponto final. Cheira-me que vai haver muita confusão com esta jurisprudência.

Sem comentários:

Enviar um comentário