O trabalho “hercúleo” da juíza para absolver a ex-ministra da Educação

O Observador (é só) esteve a ler com atenção o acórdão do Tribunal da Relação que absolveu Maria de Lurdes Rodrigues, num dos casos judiciais mais políticos da nossa história recente. E descobriu vários detalhes interessantes. Por exemplo que o desistente do trabalho hercúleo não devolveu o dinheiro todo e quando k fez foi a prestações. Mas há tanto mais coisa para meditar que faz isto um detalhe. 

Sem comentários:

Enviar um comentário