Um grande Tao-Tao

Depois dos vários avisos vindos de fora, ontem a UTAO mostrou o que o Governo tinha escondido: maquilhagem nas contas do Orçamento de 2016

Na prática, isto foi o que fez Mário Centeno: tirar das contas do défice estrutural as medidas que revertem a 'austeridade' dos últimos anos - como descobriu o Público poucas horas antes. 

A UTAO conclui este Orçamento é de alto risco, não cumpre as regras europeias. E que o Governo está sujeito a mudar o esboço do Orçamento - ou, no limite, a sanções da UE. Na prática, são seis riscos, os deste OE 2016.

Sem comentários:

Enviar um comentário