Carlos Alexandre em discurso directo

A Operação Marquês conta com mais de uma dezena de arguidos, incluindo José Sócrates, que esteve preso preventivamente mais de nove meses, e que está indiciado por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito. aqui ficam as mais importantes palavras de Juiz do processo, Carlos Alexandre, ao Expresso:
"Acredito que me queiram afastar de tudo, deste sítio onde estou a trabalhar. Não estou a pensar em nenhuma em concreto, mas há pessoas que gostariam de me ver longe daqui".
(Questionado sobre se estava a falar de arguidos que investiga) "Não sei. Há sempre interesses. Já tive incidentes de recusa nos processos e não interpreto isso como uma tentativa de afastamento".
"Como já me foi avisado, tenho de me cuidar" (a este propósito, referiu ainda "uma fiscalização" da Autoridade Tributária às suas contas, sobre que "um dia" falará em público, mas recusou "densificar").
"Há ene processos que vão além do prazo normal e por isso é que a lei prevê algumas circunstâncias excepcionais (...) foi criada uma legislação, precisamente quando José Sócrates era primeiro-ministro, com normas que estendiam o prazo de acesso ao inquérito, por motivos julgados relevantes".

NOTA: 
O Conselho Superior da Magistratura adiou para depois de 27 de setembro a análise da entrevista televisiva do magistrado Carlos Alexandre, preferindo aguardar pela decisão da Relação sobre o pedido de afastamento do juiz, movido por José Sócrates.

Sem comentários:

Enviar um comentário